segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Comportamento, etiqueta e segurança nas redes sociais



Perfil pessoal ou profissional?

Muitas pessoas não conseguem distinguir se seu perfil nas redes sociais é pessoal ou profissional. Acredito que ao adicionar o colega de trabalho e até mesmo o chefe, esse perfil deveria passar a ser profissional. Por isso, cuidado com o que você posta e os horários que posta, afinal você esta sendo observado a todo o momento e tudo o que postar poderá ser usado contra ou ao seu favor, só depende de você, então, pense bem antes de postar. 

Não fale mal da empresa que você trabalha. O artigo 482 da CLT prevê demissão por justa causa quando o funcionário possui um vínculo claro com a empresa e que faz algum comentário que venha a difamar a organização, não importando o canal ou veículo de comunicação. Afinal, que tipo de profissional é você? Será que não tem capacidade de sair dessa empresa para outra, onde possa trabalhar mais satisfeito? Pense nisso! 

Outra situação que deve ser levada em consideração é que, se beber não entre nas redes sociais e se estiver bravo com alguém, também evite, pois pode acabar falando algo que irá prejudicá-lo. Hoje, muitas empresas estão solicitando os links das redes sociais de candidatos a vagas de emprego no processo de seleção, visando observar o comportamento desses indivíduos nas plataformas de redes sociais. Portanto, cuidado com fotos, comentários, compartilhamentos, curtidas, tweets, entre outros. Procure ser um disseminador de conteúdos relevantes e não de futilidades. 

Evitar postar também não é interessante pois, como dizem, “quem não é visto não é lembrado”. Então procure ser lembrado como aquela pessoa agradável que sabe se comportar no on-line e no off-line. E se você é o diretor da empresa libere o uso das redes sociais, desde que seus funcionários saibam usar de forma correta, buscando somar na produtividade da empresa e proporcionando engajamento na comunicação on-line da marca. Procure profissionais qualificados para ministrar palestras sobre essa temática, visando criar embaixadores da sua marca nas redes.

Aceitar solicitação de amizade ou não?

Se você for uma pessoa pública, por que não aceitar as solicitações de amizade do seu público?! É uma forma de interagir com as pessoas que tem admiração por você. Se a pessoa adicionou, provavelmente curte seu trabalho. Manter feedback é sempre bom. Porém, se você não é uma pessoa pública não adicione quem você não conhece, não lembra ou não curte. Rede social não é competição de quem tem maior número de amigos e sim um lugar para ficar atualizado, interagir com os amigos e se divertir, porém preze pela sua segurança e privacidade.

Segurança na internet

Proteja sua identidade digital, não informe sua senha e procure mudá-la periodicamente, conforme aconselham especialistas de segurança na internet. Tome cuidado com a ostentação, isso pode ser arriscado para você, pois postar onde está, sua rotina e trajeto a cada segundo pode atrair criminosos. Além de que, seus amigos não são obrigados a aturar tal situação, por isso evite os exageros. Não escancare a vida na internet. Tem muita gente de olho querendo usar as informações para o mal. 

Cuidado com os links suspeitos, não abra mensagens e emails de desconhecidos, muito menos conhecidos com títulos suspeitos. Na dúvida, não clique. Se tem filhos pequenos usando as redes sociais, procure sempre acompanhar o comportamento deles online, monitore quais sites visitam e com quem batem papo. Segundo pesquisa, as crianças que entram mais cedo nas redes sociais são as brasileiras, em média aos 9 anos de idade. O termo de uso do Facebook estipula idade mínima para o uso da plataforma, maiores de 13 anos, o que ainda pode ser considerado cedo demais.

Política de privacidade

Saiba usar bem a política de privacidade, pois nada mais desagradável que um amigo marcar você no facebook naquela foto em um momento constrangedor. Cuidado com as críticas, desabafos, isso não é legal. Rede social não é terapia onde você pode contar tudo da sua vida pessoal e profissional. Cuidado com os assuntos polêmicos, discutir sobre futebol, religião, política nas redes sociais não é muito aconselhável, até por que o tempo passa e as consequências ficam. Como muitos dizem “Só poste nas redes sociais aquilo que você teria coragem de publicar em um outdoor.” E se você quer publicar a foto de alguém no qual saberia que esse alguém não concordaria, não seja indelicado e peça autorização antes. Tal situação poderá ter implicações legais e tal ato poderá gerar processo.

Cuidados com os erros ortográficos

Nada mais deselegante do que escrever errado, sem falar no uso de gírias e até palavrões nas redes sociais. Procure se policiar quanto a isso, cuide melhor de sua carreira! Tenha um foco. Antes de postar qualquer coisa, pense: o que pretendo com essa postagem? A quem quero atingir? Se é apenas a uma pessoa, não custa nada enviar uma mensagem direta (Twitter) ou inbox (Facebook), dentre outras plataformas. Seja discreto. Use essas ferramentas ao seu favor e não contra! 

E por falar em erro, cada vez mais o termo “face” esta na boca dos brasileiros no sentido de abreviar o nome Facebook. Se você não quer escrever a palavras completa, escreva “FB”, que todos entenderão que você esta se referindo ao Facebook. Errou? Corrija ou edite sua publicação. Falou algo no calor da emoção e se arrependeu? Peça desculpas. Lembre-se, o mundo todo está te observando e em tempo real. Outra dica para não errar nas redes sociais, bem como nos emails: evite escrever com letras MAIÚSCULAS. ISSO DÁ IMPRESSÃO DE QUE VOCÊ ESTÁ GRITANDO.

Irrita muito

Convites para jogos, marcar em publicações no qual não autorizariam, enviar solicitação de calendários no Facebook, postar fotos apelativas de doenças ou nudez, desabafos e excesso de compartilhamentos, curtidas e tweets. Tais situações têm irritado muitos usuários nas redes sociais. Tenha equilíbrio em tudo. Algumas pessoas preferem soltar indiretas nas redes sociais em vez de tomar uma atitude sensata e resolver o problema. 

Postar indiretas talvez possam te atrapalhar mais do que ajudar. Não divulgue informações falsas. Antes de postar, faça uma pesquisa para saber se aquela informação é real. Tal atitude irá inspirar confiança e credibilidade. Valorize seus contatos e não fique se autopromovendo a todo instante. Não faça da sua rede social um chat. Se está com amigos discutindo algo pelos comentários do Facebook, por exemplo, visível a todos os seus amigos, crie um grupo (fechado) no Facebook e reúna toda a galera, é mais elegante. Sei que alguns comentários irritam muito, mas, seja compreensivo. Não são todos os internautas que se interessam sobre comportamento nas redes sociais.

AGUIAR, Hegel Vieira; MARQUES, Ligia. Etiqueta 3.0: Você "on-line" & "off-line". São Paulo: Évora, 2011. 184 p.

ALVES, Adri. Evitando Gorilas nas Redes Sociais [s.l.], 2012. Disponível em: www.evitandogorilasnasredessociais.com

ALMEIDA, Renée; TERRA, Jose Claudio Cyrineu.Varejo 2.0: Um Guia Para Aplicar Redes Sociais aos Negócios. São Paulo: Elsevier - Campus, 2011. 200 p.

Nenhum comentário:

Postar um comentário